Dúvidas

Internação psiquiátrica

Quanto tempo dura a internação?

O tempo de duração da internação é variável e individualizado. Antes da internação, a equipe médica realiza uma entrevista psiquiátrica com o paciente e/ou familiares para melhor elucidação de diagnóstico e avaliação de riscos que o paciente pode estar sendo exposto. Após isso, a equipe médica define junto com paciente e familiares o tempo de internação que seria mais indicado para cada caso.

Quanto custa o tratamento durante uma internação?

O valor da internação varia em relação a diversos fatores. Todas as acomodações são individuais, mas o valor da diária pode variar dependendo da acomodação seja escolhida: Standard (suíte, televisão, ar-condicionado, refrigerador), Deluxe (suite, televisão, ar-condicionado, refrigerador, chuveiro elétrico) ou Master (suíte, televisão à cabo, ar-condicionado, refrigerador, chuveiro elétrico, espaço amplo e varanda). O valor da internação também varia dependendo do tipo proposta (voluntário ou involuntária) e presença de acompanhante ou não.

Quando devo internar ou buscar internação para algum familiar?

A internação no centro terapêutico Villa Vita possui diversas finalidades. Os motivos principais que levam as pessoas e familiares a buscarem internação são riscos em que o paciente possa estar exposto, como risco de suicídio, risco de agressão, risco de exposição moral ou quando paciente está apresentando pensamentos e comportamento desorganizado. Além dos riscos já citados, algumas pessoas necessitam de internação para conseguir realizar um ajuste medicamento mais cauteloso dentro de um ambiente protegido da internação. Os casos de dependência de álcool e outras drogas também são casos que muitas vezes necessitam de internação, na qual se trabalha estratégias para a manutenção da abstinência durante a internação, tendo em vista que dependendo do caso, o combate ao uso de substâncias fora do ambiente protegido da internação torna-se pouco efetivo.

Meu Familiar está em risco, porém ele não deseja internar, o que eu posso fazer? É realizada internação involuntária?

Realizamos internação involuntária quando o paciente encontra-se em riscos agudos, porém não deseja internar. Familiares podem entrar em contato com equipe para receber orientações de como proceder nesses casos. A internação involuntária é comunicada ao ministério público e segue todos os trâmites legais. A internação involuntária costuma ser de breve duração, pois muitos dos pacientes que internam involuntariamente estabilizam o quadro e costumam ter seu tratamento ser modificado para internação voluntária.

Como funciona o tratamento durante a internação?

O tratamento costuma ser individualizado para cada paciente. Dentro do tratamento estão incluídas consultas com psiquiatra e psicólogo, no qual é realizada uma avaliação/investigação diagnóstica, acompanhamento psicoterápico e manejo farmacológico (quando necessário). As atividades durante a internação são compostas de grupos terapêuticos e seminários nos quais são abordados temas ligados a diversos transtornos psiquiátricos depressão, transtorno bipolar, esquizofrenia, transtorno de ansiedade, dependência química, transtorno de personalidade, entre outros. Os seminários se dispõem ao treinamento de diversas habilidades (manejo da raiva, assertividade, prevenção de recaída, manejo de fissura, entre outras habilidades). As atividades ocorrem diariamente durante a semana, no período da manhã e tarde. O intuito da programação é que o paciente adquira conhecimento e desenvolva habilidades que possam ser usadas fora do ambiente da internação e que contribuam para sua estabilidade. Contamos ainda com presença diária do educador físico que costuma fazer atividades físicas e prazerosas nas instalações do centro terapêutico villa vita (área verde, piscina e academia) visando desenvolvimento de maior interação social, desenvolvimento de hábitos saudáveis e melhora na qualidade de vida.

Como procedo para realizar uma internação?

Deve-se realizar contato que pode ser feito por telefone, email ou redes sociais. A equipe psiquiátrica encontra-se disponível para combinar um horário com paciente e/ou familiares para que os mesmos possam conhecer o ambiente da internação, tirar dúvidas, receber orientações e explicar valores da internação. Após isso, o paciente e/ou familiar ficam à vontade para pensarem e tomarem a decisão sobre a internação ou não.

O que é uma internação involuntária?

A internação involuntária é uma medida tomada sem o consentimento do paciente e a pedido de terceiro, em geral pela família, após a devida avaliação médica. Essa medida deve ser vista como exceção e não como regra no tratamento e pode ser indicada segundo alguns critérios como: O paciente colocar em risco a própria integridade e/ou a de terceiros, transtorno mental grave que comprometa a capacidade do paciente em perceber a gravidade do problema ou impossibilidade de realização do tratamento em regime ambulatorial. A internação deve ser aprovada por um médico psiquiatra e os motivos da internação devem ser informados ao Ministério Público no prazo de até 72 horas.

É permitido por lei internar uma pessoa involuntariamente?

A lei nº 10.216, de 06 de abril de 2001, decreta que internação é permitido desde que respeite os direitos das pessoas com transtornos mentais e seja respeitado todo o protocolo para que seja feita a internação involuntária (atestado médico para internação, informado a internação ao Ministério Público no período de 72 horas, etc).

O que é uma internação compulsória?

No caso da internação compulsória, não é necessária a autorização da família. Essa internação é determinada pelo juiz considerando um atestado médico confirmando que o paciente não tem capacidade de se cuidar diante de suas condições físicas e mentais.

O centro terapêutico Villa Vita aceita algum plano de saúde?

No momento estamos com convênio somente com a Cafaz.

Menu